A conferência de Logística Computacional, ICCL 2015, em Delft

A conferência de Logística Computacional, ICCL 2015, em Delft

Como enquadramento, Delft é uma cidade holandesa a 18km de Roterdão (maior porto europeu), maioritariamente universitária com cerca de 96.000 habitantes dos quais 16.500 são estudantes, reconhecida pela sua capacidade técnica e com tradição na Holanda, tendo sido fundada em 1842 e conhecida como TU Delft (Universidade Técnica de Deflt). Esta conferência ICCL (International Conference for Computational Logistics) vai na 6ª edição e foi organizada pelo Departamento M&TT “Maritime and Transportation Technology” da Faculdade “Mechanical, Maritime and Material Engineering” desta universidade sobre o tema “Real-time Logistics”, e reúne um conjunto considerável de especialistas nesta área, com participação de muitos grupos de investigação oriundos de todo o mundo, nomeadamente onde os transportes e logística assumem um papel preponderante nessas economias, tais como Alemanha (Hamburgo), Bélgica (Antuérpia), Dinamarca (Copenhaga), Noruega (Oslo), etc. Foi também uma boa surpresa ver a quantidade de portugueses que participaram neste evento com a apresentação de 4 sessões em 4 dias, entre 6 inscritos de 4 instituições de ensino portuguesas, numa comunidade de cerca de 100 investigadores nesta área da computação associada aos transportes e logística. Recebemos o convite para participarmos e estarmos presentes tendo sido keynote speakers e falarmos da nossa experiência no desenvolvimento de soluções tecnológicas para os carregadores, e de quais os seus principais desafios, aproveitando para apresentar a plataforma Shipperform e as vantagens na sua adoção para os carregadores, na gestão de cotações, contratos, marcações, tracking e faturação. shipperform Aproveitamos também para mencionar o estudo da Professora Teresa Pereira do Instituto Politécnico do Porto, sobre SSS (Short Sea Shipping) com base nos portos portugueses e carga movimentada por estes: “Characterization of the Portuguese SSS into the Europe: A Contribution”. Tivemos a oportunidade de visitar também o novo terminal da APM do grupo Maersk em Roterdão, considerado o terminal mais moderno e automatizado da atualidade a nível mundial. Sobre essa visita, iremos escrever um artigo dedicado exclusivamente ao tema. computational-logistics É bom também saber que esta comunidade científica reconhece a Portugal a capacidade de receber e organizar este evento já no próximo ano, em Lisboa. Temos a obrigação de no próximo ano, saber receber bem esta comunidade e de estreitar relações com estes investigadores que se debruçam sobre a “nossa” principal atividade. Sejam bem-vindos a Portugal e até para o ano!


Close Menu